Proposta de Interesse Público

 PROPOSTA DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL PARA DO CÍRCULO DO AMIGOS MOBILIZADOS NA PREPARAÇÃO PROFISSIONAL DE INDAIATUBA

A presente proposta mostra o interesse social do Círculo de Amigos Mobilizados na Preparação Profissional de Indaiatuba – CAMPI, em firmar um Termo de Cooperação com o Serviço Autônomo de Água e Esgotos de Indaiatuba (SAAE), conforme segue abaixo:

.

Finalidade Estatutária

O Art. 3° – O “Círculo de Amigos Mobilizados na Preparação Profissional de Indaiatuba” — CAMPI, tem como finalidade, atender o adolescente de 12 à 18 anos de idade, proporcionando: a) a integração social do adolescente; b)orientação visando a iniciação profissional, recreativa, intelectual, social e cívica; c) a orientação do adolescente em seu relacionamento familiar; d) o encaminhamento para atendimento médico-hospitalar, dentário e farmacêutico; e) a colaboração com instituições e autoridades locais e, com o juizado de menores, e com campanhas que visem o bem estar social dos adolescentes; f) a promoção da assistência social.

.

Objetivo

Promoção Social de adolescentes, integrando-os na comunidade, através da atividade econômica, para que possam arcar com seu sustento e ajudar a família, evitando uma possível marginalização. Conforme o artigo 2° da lei n° 12.435, de 06/07/2011 (LOAS) e resolução do CNAS n° 33, de 28/11/2011, um dos objetivos da assistência social é “a promoção da integração ao mundo do trabalho”, é o que diz no artigo 2°: Definir que a Promoção da Integração ao Mundo do Trabalho se dá por meio de um “conjunto integrado de ações das diversas políticas cabendo à assistência social ofertar ações de proteção social que viabilizem a promoção do protagonismo, a participação cidadã, a mediação do acesso ao mundo do trabalho e a mobilização social para a construção de estratégias coletivas”.

.

Origem dos Recursos

a) Recursos próprios da entidade (95%): sócios contribuintes pessoa física e pessoa jurídica; eventos.

b) Recursos municipais (5%): Fundo Municipal de Assistência Social e Fundo Municipal da Criança e do Adolescente.

.

Infraestrutura

O prédio,próprio tem cozinha, refeitório, sanitários masculinos e femininos para os adolescentes, sanitários para os funcionários, sala para secretaria, serviço social, psicologia, sala de informática, almoxarifado, 2 salas de aula, galpão quadra poliesportiva, vestuário, almoxarifado de material esportivo, televisão, vídeo, computadores, notebooks, fax, impressoras, projetor, telão, extintores de incêndio, mesa de pebolim, mesa de tênis de mesa e outros. Reforma do prédio para aumentar a sala de informática e adaptação der sanitários.

.

Serviço e beneficio sócio — assistenciais aos adolescentes e familiares que serão atendidos

Durante o ano todo, no mínimo serão atendidos 500 (quinhentos) adolescentes no IMT (Introdução ao Mundo do Trabalho) e o SCFV (Serviço de Convivência e Fortalecimentos de Vínculos): Os jovens recebem noções básicas sobre o trabalho e o ambiente corporativo, além de orientações que complementem sua formação como cidadão para dissolver dúvidas e conflitos próprios da adolescência e o método utilizado será através de reuniões, aulas e palestras pertinentes como: mercado de trabalho, posturas desejadas no mercado de trabalho, solidariedade e respeito com os portadores de necessidades especiais, a 3a Idade, bulling, adolescência (gravidez na adolescência e doenças sexualmente transmissíveis) e outros. Para atingir esse objetivo, o serviço social faz contato com profissionais e instituições para palestras, reuniões e visitas, além de aulas do monitor do curso. Dentro do curso de IMT (Integração ao Mundo do Trabalho) com duração de aproximadamente 3 meses com dois dias na semana e 4 horas por dia, é possível a convivência saudável de todos os adolescentes e o respeito à diversidade humana. Os adolescentes podem sugerir temas e opinar fazendo o exercício de escolha (protagonismo). Serão atendidos 60 jovens, em duas salas com 30 em cada sala e com 01 monitor para cada 30 alunos, sendo 8 horas semanais. E é necessário frequentar esse grupo, antes de fazer o curso de aprendizagem.

Os Grupos de Convivência com a psicóloga são 02 vezes na semana 3 horas por dia e participam os adolescentes que posteriormente desejam fazer o IMT (Introdução ao Mundo do Trabalho).

.

Projeto de aprendizagem: Auxiliar de Serviços Administrativos: esse projeto é cadastrado e validado pelo Ministério do Trabalho e consiste em preparar jovens durante 11 (onze) meses sobre serviços executados nos setores administrativos e departamentos de empresas e escritórios em geral. Cada turma tem no mínimo 30 (trinta) adolescentes que já fizeram o IMT. Dentro do curso de aprendizagem temos módulos de informática e auxiliar de departamento pessoal, direitos previdenciários e inglês básico para o trabalho. Todos os jovens são registrados em carteira de trabalho (CLT) por prazo determinado, ou seja, 11 (onze) meses aproximadamente, que é o mesmo tempo do curso que tem teoria (na entidade certificadora) e prática (na empresa). Após o término, os jovens que cumprirem todo o contrato (teoria e prática), recebem o certificado de conclusão do projeto de aprendizagem “Auxiliar de Serviços Administrativos”. Durante todo o projeto (11 meses) o jovem recebe Salário de Aprendiz referente à 30 horas semanais, ou seja, 06 (seis) horas por dia, conforme a CLT, incluindo a teoria na entidade certificadora, e também recebem vale transporte gratuitamente. (Grade Curricular em anexo na pag. 08).

– Alimentação: Os 60 (sessenta) jovens em média, que ficam na entidade diariamente, frequentando os grupos, receberão lanche e/ou refeição porque alguns vêm direto da escola, sem a alimentação adequada para assimilar o que é ministrado. Quando for necessário alguns adolescentes almoçarão na entidade.

– Acompanhamento Escolar: Com o objetivo de elevar o nível de escolaridade, todos os jovens são obrigatoriamente estudantes e apresentarão trimestralmente a declaração de frequência e aproveitamento escolar ao serviço social da entidade que trabalhará a importância do estudo em 1° lugar.

Os jovens serão encaminhados para atendimento médico e exames laboratoriais, em consultórios particulares e com hora marcada, através do convenio com a FEAI (Federação das Entidades Assistenciais de Indaiatuba). Medicamentos quando necessário poderão ser adquiridos pela entidade ou fornecidos pela Farmácia Unificada.

– O trabalho com ex-assistidos que também procurarem a entidade: serão encaminhados pelo serviço social, à empresas que solicitam funcionários que tenham pertencido ao CAMPI, para serem registrados imediatamente, uma vez que, na cidade, o CAMPI é referência de trabalho sério e competente, formando jovens com qualidade.

e.1) Público alvo: adolescentes de 14 a 18 anos, frequentando a escola estadual no período noturno, ou bolsista 100% de escola particular.

e.2) Capacidade de atendimento: 500 (quinhentos) adolescentes por ano; 500 (quinhentos) famílias por ano.

e.3) Recursos financeiros a serem utilizados: Sócios contribuintes, pessoa física e jurídica, eventos e subvenções municipais como FUNCRI: R$ 40.255,22( quarenta mil, duzentos e cinquenta e cinto reais e vinte e dois centavos) para manutenções e FCMAS: R$ 33.600,00 (trinta  e três mil e seiscentos reais) para gêneros alimentícios.

e.4) Recursos Humanos:

tabela

O horário de funcionamento é:

As segundas e terças-feiras das 8:00 às 17:00 horas.

Às quartas, quintas e sextas — feiras é das 08:00 às 17:30 horas.

e.5) Abrangência Territorial: Município de Indaiatuba sendo os bairros que mais nos procuram: Parque Campos Bonito, Jardim Morada do Sol, Jardim Oliveira Camargo, Jardim Morumbi, Jardim Carlos Aldrovandi, Caminho da Luz e Jardim Brasil.

.

– A assistência social incentivará:

a integração da família com o trabalho desenvolvido pela entidade;

a convivência e o fortalecimento de vínculos sociais e familiares;

a dissolução de conflitos familiares que possam influir negativamente no desenVolvimento dos jovens;

adequação do jovem no mundo do trabalho, respeitando suas particularidades.

As ferramentas, ou estratégias que serão utilizadas para atingir esse objetivo são: reuniões em grupo, avaliações por escrito, palestras, cursos e atendimento individualizado pelo serviço social, e psicológico quando necessário.

– Participação das famílias usuárias: Os temas das palestras e cursos ministrados na entidade surgem do interesse dos familiares participantes e da equipe técnica, portanto os familiares usuários da assistência prestada na entidade têm a oportunidade, durante as reuniões, de opinar em todas as etapas do programa da entidade. No decorrer do ano, os pais terão como avaliar e nos informar se houve mudanças no comportamento do filho dentro de casa, se o relacionamento familiar em casa melhorou ou piorou; se o aproveitamento escolar foi ou não prejudicado pelo trabalho; qual está sendo a valorização do filho com relação ao trabalho e com relação aos estudos; no que a entidade está contribuindo para melhorar a qualidade de vida da família e outros indicadores, quer sejam negativos ou positivos.

– Avaliação de etapas: A avaliação dos serviços prestados pela entidade serão realizadas através de reuniões com os pais ou responsáveis, avaliações por escrito, entrevista com os adolescentes, reuniões com a equipe técnica, avaliações por escrito dos jovens e das empresas conveniadas.

– Resultados esperados no ano: Como todos os jovens que se inscrevem têm como objetivo conseguir o 1° emprego, vamos preparar 500 (quinhentos) jovens no ano (através de cursos de qualificação) e coloca-los no mercado de trabalho; vamos • também contribuir para o aumento no nível de escolaridade, por que todos deverão estar estudando; melhorar a comunicação verbal; dissolver conflitos familiares que possam dificultar o desempenho dos jovens na vida social, na escola e no trabalho.

Para eventuais manifestações sobre a proposta, entre em contato através do e-mail contato@saae.sp.gov.br