WhatsApp Image 2017-11-22 at 4.37.27 TR

Superintendente do Saae vai à Brasília solicitar certificação da obra da ETE MAC

  • Redatores: Renata Coutinho – DCS Saae
  • Release N.º: 1023
WhatsApp Image 2017-11-22 at 4.37.27 TRadmin | SAAE | Indaiatuba -SP

Nesta quarta-feira (22), o superintendente do Saae, Sandro Coral,  a superintendente adjunta, Vanessa Kuhl e o Secretário Executivo do Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, Francisco Lahóz, estiveram com o presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu e com o Diretor (ANA), João Lotufo Conejo, para verificar os procedimentos para solicitar a primeira certificação do Prodes (Programa de Despoluição das Bacias Hidrográficas), que é conhecido como programa de compra de esgoto tratado, por pagar pelos resultados alcançados com o esgoto efetivamente tratado.

O SAAE foi o único serviço de água e esgotos das cidades inseridas na Bacia PCJ a ser contemplado com verbas do Prodes. Em 2013 a autarquia recebeu R$ 18 milhões, que corrigido já está em R$ 26 milhões, a fundo perdido (sem necessidade de reembolso), que serão investidos na adequação e ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto Mário Araldo Candello.

Com o estágio avançado das obras, em 2018 as lagoas 3 e 4 já estarão tratando o esgoto, aumentando assim a eficiência de tratamento da ETE, o que possibilita a solicitação da primeira certificação para recebimento de um percentual da verba obtida. No total, o pagamento será feito em 12 parcelas, com a comprovação da eficiência no tratamento.

“Essa é a maior obra de saneamento de Indaiatuba, com um investimento total de R$ 70 milhões e previsão para tratar 100% do esgoto a partir de 2020. Mas como está adiantada, a partir do próximo ano, já iremos aumentar sua eficiência, mostrando nosso compromisso com a população de Indaiatuba e da região, que também será beneficiada”, comemora Sandro.

WhatsApp Image 2017-11-22 at 4.37.27 PM