tr_DCS1487

Sistema de aeração é instalado em lagoas da ETE Mário Araldo Candello

  • Redatores: Marco Matos – DCS Saae
  • Release N.º: 1097
tr_DCS1478admin | SAAE | Indaiatuba -SP

Esta semana, na obra de adequação e ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Mário Araldo Candello, está sendo instalado o sistema de aeração das lagoas já existentes e que estão sendo adequadas. Elas serão ligadas aos quatro novos sopradores já instalados.

Mais seis sopradores estão previstos no projeto. Eles serão acomodados em duas Casas de Sopradores e atenderão aos dois tanques de tratamento, também terá uma sala onde serão instalados os painéis dos sistemas elétricos. Para a operação e manutenção dos sopradores, está prevista a instalação de uma ponte rolante com capacidade de movimentação de até 7 toneladas.

“Estamos utilizando o que há de mais moderno no mercado, graças a isso nosso sistema de tratamento será ainda mais eficiente e quem ganha com isso é a população de Indaiatuba” comenta o superintendente do Saae engº Sandro Coral.

A Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Mário Araldo Candello utiliza um dos mais avançados métodos de tratamento de esgoto do mundo, o biológico pelo processo de lodos ativados por aeração prolongada com ar difuso, cuja finalidade é introduzir ar atmosférico na massa líquida e, dessa forma, possibilitar a multiplicação das bactérias que se alimentam da matéria orgânica existente no esgoto e que utilizam oxigênio no processo metabólico.

As bactérias, presentes nas lagoas de tratamento precisam de ar para ‘respirar’ e realizar o tratamento. Por isso, a qualidade do ar é importante, além de garantir a temperatura ideal do ar/água para as bactérias viverem melhor e como resultado um tratamento de esgoto mais eficiente.

Com um custo total de R$ 70 milhões, irá tratar 100% de todo o efluente coletado na área urbana de nossa cidade.

_DCS1478
_DCS1487
_DCS1477
_DCS1475