essa_DCS2137_rd

Instalação de equipamentos de primeira linha garante a eficiência do tratamento da ETE MAC

  • Redatores: Marco Matos – DCS Saae
  • Release N.º: 1120
essa_DCS2214_rdadmin | SAAE | Indaiatuba -SP

A Construtora Elevação, responsável pela obra de adequação e ampliação, realizada pelo Serviço Autônomo de Água e Esgotos (SAAE), da Estação de Tratamento de Esgoto Mário Araldo Candello (ETE MAC), localizada no Distrito Industrial Vitória Martini, fez a instalação de novos equipamentos que chegaram ao canteiro, são eles 4 equipamentos de gradeamento e 3 raspadores de lodo.

Em 18 de maio, foi substituído o equipamento de gradeamento grosso, localizado na caixa de chegada de efluentes da ETE, responsável por separar os resíduos sólidos de grande porte, como pedaços de madeira, tecido e todo tipo de lixo que é jogado de forma irregular na rede coletora.

No dia 8 de junho, foram instalados três novos equipamentos, para gradeamento fino, localizados próximos as lagoas de tratamento, responsáveis por separar o material sólido que passou pelo primeiro processo de gradeamento, que se apresenta como uma areia fina, pois o método de tratamento biológico só atua nos resíduos orgânicos.

Finalmente na última segunda, 11, foram instalados, nos novos decantadores, 3 raspadores de logo responsáveis por fazer a movimentação necessária para separar as impurezas que se depositam no fundo do recipiente e da borra que se forma na superfície, deixando apenas o liquido.

Outros equipamentos já foram devidamente instalados alguns já em funcionamento como novos sopradores para as lagoas de tratamento e outros aguardando o andamento das obras como novas centrifugas para a separação e secagem do lodo residual e os novos geradores que garantem o pleno funcionamento da estação em caso de falta de energia.

“Esta obra quando finalizada tornará ainda mais eficiente nosso sistema de tratamento de efluentes, tornando ainda menor o impacto que o crescimento da cidade tem no meio ambiente de nossa região. ” Comenta o superintendente do Saae engº Sandro Coral.

ETE Mário Araldo Candello

A estação utiliza um dos mais avançados métodos de tratamento de esgoto do mundo: o biológico, pelo processo de lodos ativados por aeração prolongada com ar difuso, cuja finalidade é introduzir ar atmosférico na massa líquida. A eficiência mínima será de 95% na remoção de DBO e de 80% na remoção de nutrientes (NTK).

A ampliação também contempla o modelo de tratamento terciário através de desinfecção do efluente por hipoclorito de sódio e utilização de membranas ultra filtrantes no processo de produção de água de reuso. O resultado do tratamento será um produto que poderá ser utilizada por empresas que não usam água tratada em suas linhas de produção, para lavagem de ruas e rega de jardins.

essa_DCS2194
essa_DCS2187
essa_DCS2137
essa_DCS2214