essa_DCS3638_p

Concluída a implantação da tubulação do processo de aeração das lagoas de tratamento da ETE MAC

  • Redatores: Marco Matos – DCS Saae
  • Release N.º: 1161
essa_DCS3647_padmin | SAAE | Indaiatuba -SP

Esta semana foi completada a implantação da tubulação que integra o sistema de aeração das duas lagoas que estão sendo adequadas na obra de ampliação, da Estação de Tratamento de Esgoto Mário Araldo Candello (ETE MAC), localizada no Distrito Industrial Vitória Martini, pela Construtora Elevação, responsável pela obra e realizada pelo Serviço Autônomo de Água e Esgotos (SAAE).

O sistema aeróbio de tratamento de esgoto sanitário demanda oxigênio em seu processo de purificação de água e, portanto, equipamentos e instalações de primeira linha são importantes para a eficiência do processo. O tanque de aeração é onde a matéria orgânica serve de alimento para micro-organismos, que se multiplicam e, posteriormente, são retidos no decantador. O processo de tratamento que ocorre na Estação é o biológico.

Foram usados 500 metros de tubulação de aço inox, com bitolas que variam entre 700 e 250 milímetros, para fazer a ligação dos sopradores com as lagoas de tratamento. Também foram instaladas as válvulas de controle automático que permitirá o processo ser controlado e monitorado a partir do Centro de Controle de Operações (CCO), instalado na Estação de Tratamento de Água (ETA I) na Vila Avaí.

A utilização do aço inox trará diversas vantagens inerentes a este material sua resistência, facilidade de limpeza, baixa tensão superficial, material inerte (não reage ao contato com outros materiais), alta durabilidade e vida útil, estabilidade em temperaturas extremas e baixo custo de manutenção, são apenas algumas das vantagens proporcionadas.

“Esta é uma grande obra, que colocará nossa cidade em pé de igualdade as cidades mais modernas quando falamos de saneamento básico. ” Afirma o superintendente do Saae engenheiro Sandro Coral.

ETE Mário Araldo Candello

A estação utiliza um dos mais avançados métodos de tratamento de esgoto do mundo: o biológico, pelo processo de lodos ativados por aeração prolongada com ar difuso, cuja finalidade é introduzir ar atmosférico na massa líquida. A eficiência mínima será de 95% na remoção de DBO e de 80% na remoção de nutrientes (NTK).

A ampliação também contempla o modelo de tratamento terciário através de desinfecção do efluente por hipoclorito de sódio e utilização de membranas ultra filtrantes no processo de produção de água de reuso. O resultado do tratamento será um produto que poderá ser utilizada por empresas que não usam água tratada em suas linhas de produção, para lavagem de ruas e rega de jardins.

essa_DCS3638
essa_DCS3647
_DCS3636
_DCS3661