DCIM100MEDIADJI_0106.JPG

INDAIATUBA EM DEZ ANOS: QUANTA DIFERENÇA!

  • Redatores: Rose Parra –  DCS Saae
  • Release N.º: 1246
DCIM100MEDIADJI_0106.JPGadmin | SAAE | Indaiatuba -SP

DCIM100MEDIADJI_0106.JPG

A Agência Nacional de Águas (ANA) divulgou um levantamento indicando que Indaiatuba teve um aumento de 66% no consumo de água, em 10 anos. Segundo o órgão, em 2009, a cidade consumia 0,15 m³ por segundo, enquanto neste ano o número passou para 0,25 m³ por segundo, conforme apresentado na matéria do Jornal da EPTV desta semana. Esta porcentagem não representa apenas o consumo de abastecimento para as residências, mas a soma de todo o uso da água bruta para diversos fins: como irrigação para agricultura, criação animal, mineração e o uso de poços artesianos tanto pela indústria como na área rural. Para abastecimento público o aumento foi de 32%, menor que o crescimento populacional da cidade que foi de 35% e o aumento de ligações de água industriais que foi 49% nos últimos 10 anos.

Segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2018 a população estimada era, 246.908 habitantes, 45.289 a mais que em 2010.

Esse crescimento se deve à boa gestão do município que vem obtendo alto grau de satisfação em muitos índices nos quesitos: administração pública, qualidade de vida, segurança pública, saúde, limpeza pública e abastecimento de água.

Gerenciar com responsabilidade os recursos hídricos é um dos fatores determinantes para o desenvolvimento sustentável de um município. É com esta mentalidade que a Prefeitura de Indaiatuba e o SAAE, investiram na modernização e ampliação da estrutura de captação, tratamento e distribuição de água, com a construção da barragem do rio Capivari-Mirim, que deu ao município um reservatório de 1,3 bilhão de litros; a ampliação do das Estações de Tratamento (ETA III e ETA V), ampliação em mais de 100% a capacidade de reservação de água tratada com a construção de 7 novos reservatórios regionais, garantindo o abastecimento continuo e de qualidade pra toda população, além do desenvolvimento de programas permanentes de combate às perdas de água e de educação ambiental para reduzir o desperdício.

“Temos investido seriamente em infraestrutura, água, saneamento, educação, saúde, segurança entre tantas outras. O resultado é que Indaiatuba tem se destacado entre as primeiras do estado e do país em importantes índices de desenvolvimento econômico e social e educação Esse é o nosso compromisso, aplicar com responsabilidade o recurso público para cuidar bem da vida das pessoas”, conclui o superintendente do Saae, engenheiro Sandro Coral.